top of page

Número 34 | jan.fev.mar.abr.mai. 2024|ISSN 2179-1287

05.24 | Equipe Coletiva

Dossiê

Povos e Comunidades tradicionais
 

ARTIGOS

Cópia de DossiÊ povos e comunidades (1).png

Com a mudança no governo federal, a partir de janeiro de 2023, uma série de medidas voltadas para o combate à fome foram retomadas e implementadas. Nesse contexto, e aproveitando o cinquentenário de Josué de Castro, a Revista Coletiva preparou o seu trigésimo terceiro dossiê, intitulado: A fome e a (in)segurança alimentar no Brasil

 

Nele, alguns pesquisadores da Fundação Joaquim Nabuco e convidados externos tratam do tema de forma geral e fazem uma análise a partir da perspectiva da pesca artesanal e do manguezal enquanto fonte de renda e de segurança alimentar para as populações que vivem em áreas costeiras. 

Alguns apontamentos sobre povos ciganos no contexto brasileiro | Juliana Miranda Soares Campos

Conceição: uma comunidade pesqueira e quilombola - circulando na academia e outros espaços | André Luiz Silva Santos e Elionice Conceição Sacramento

 

O poder das folhas: cura, cuidado e manejo sustentável de plantas medicinais por raizeiras do cerrado brasileiro | Sabrina D'almeida e Aparecida Arruda 

Cortar o cosmo e multiplicar o axé: palavras de um axogun | Pai Elias, Maurício Santos e Thiago Hoshino 

Povos e comunidades tradicionais no Brasil | Aderval Costa Filho

O Encontro de Saberes dos povos tradicionais: um movimento de transformação do currículo das universidades brasileiras | José Jorge de Carvalho e Letícia Vianna

Cláudia Regina Sala de Pinho

claudia_dossiepovos.jpg
8 de março  Dia internacional da mulher  Flor  Foto mulher  (Instagram Post).png

Eu sempre digo que eu sou uma pessoa de abrir caminhos para outros virem juntos e eu acho que isso me ajudou bastante a formar a Rede de Comunidades Tradicionais Pantaneira (...) [A autoafirmação] vem de um processo de opressão, de discriminação, de preconceito, de você ter que buscar os seus direitos, porque estão sendo negados, retirados ou anulados.

Bióloga e Mestre em Ciências Ambientais pela UEMT. Atua como diretora do Departamento de Gestão Socioambiental e Povos e Comunidades Tradicionais do Ministério do Meio Ambiente e Mudança do Clima (MMA) e é coordenadora da Rede de Comunidades Tradicionais Pantaneiras. 

Adriana Lima

adriana_dossie.gif
8 de março  Dia internacional da mulher  Flor  Foto mulher  (Instagram Post).png

Os Povos e Comunidades Tradicionais são aqueles que detêm ciências próprias que podem contribuir para propor modelos de vida, para viver bem em comunidade. Somos a última fronteira para se impor ao sistema perverso de destruição da vida.

Mulher caiçara, educadora popular formada pela UFPR e atuante em organização comunitária há 20 anos. Integra atualmente a União dos Moradores da Jureia na luta pelo direito ao território; Coordenação Nacional das Comunidades Tradicionais Caiçaras; Fórum dos Povos e Comunidades Tradicionais do Vale do Ribeira (SP) e CONFREM Brasil.

bottom of page